O sequestro de uma loira

Esta piada foi vizualizada 1033 Andressa 19/05/2007 10:00:00 Loiras

A loira não conseguia passar no teste para emprego nenhum. Resolveu tomar uma atitude extrema para ganhar dinheiro:
- Vou sequestrar uma criança! - pensou (acredite se quiser)!
Com o dinheiro do resgate eu resolvo a minha vida! Ela encaminhou-se para um playground, num bairro de luxo, viu um menino muito bem vestido, puxou-o para trás da moita e foi logo escrevendo o bilhete:
- Querida mãe, isto é um sequestro. Estou com seu filho. Favor deixar o resgate de R$10.000,00, amanhã, ao meio-dia, atrás da árvore do parquinho Ass: Loira sequestradora!
Ela pegou o bilhete, dobrou-se colocou no bolso da jaqueta do menino dizendo:
- Agora vai, corre e entregue esse bilhete para a sua mãe. 
CALMA - AINDA NÃO ACABOU! 
No dia seguinte, a loira vai até o local combinado. Encontra uma bolsa! Ela abre, encontra R$10.000,00 em dinheiro limpinho e um bilhete junto, dizendo:
- Este é o resgate que você me pediu. Mas não me conformo como uma loira pode fazer isso com outra!!!!!!

Mais da categoria Loiras

Piadas mais nova

Categorias mais acessadas

Descrição

Uma piada ou anedota é uma breve história, de final engraçado e às vezes surpreendente, cujo objetivo é provocar risos ou gargalhadas em quem a ouve ou lê. É um recurso humorístico utilizado na comédia e também na vida cotidiana.
O senso de humor varia em cada cultura. O que é engraçado para um povo pode não ser para outro. Um estudo da Universidade de Hertfordshire, no Reino Unido, versou sobre o assunto em 2004, objetivando colher opiniões através da internet para se descobrir qual seria "a melhor piada do mundo".
Através do resultado dessa pesquisa, observou-se o quanto a cultura local influencia no "senso de humor" de cada povo. Os britânicos demonstraram gostar mais de trocadilhos, enquanto franceses e alemães costumavam optar por piadas que tendiam ao nonsense. Já os estado-unidenses preferiam piadas sobre assuntos locais.
Contudo, algumas características foram independentes do país. Homens, de uma maneira geral, demonstraram gostar de piadas que envolvessem sexo e preconceito, enquanto as mulheres não gostavam desse tipo de conteúdo. Como a pesquisa só possui até o momento dados de Estados Unidos, Canadá e Europa, não há análise sobre as preferências dos ibero-americanos.