O vendedor de aspirador

Esta piada foi vizualizada 836 Leandro 25/09/2006 11:22:39 Empregados

Uma dona de casa, aqui perto ao atender as palmas em frente de casa. Ô de casa, tôu entrando...
Ela se deparou com um homem que foi entrando e jogando esterco de cavalo em seu tapete.
Apavorada, pergunta:
o Senhor está maluco?
O vendedor respondeu:
Estou lhe oferecendo o meu melhor produto, e eu provo que os nossos aspiradores elétricos são os melhores e mais eficientes do mercado.
E faço um desafio:
se eu não limpar o esterco desse tapete, prometo comê-lo! A dona de casa se retira para a cozinha sem falar nada.
O vendedor curioso pergunta:
A Senhora vai aonde, não vai ver a eficiência do meu aparelho?
A mulher responde:
Vou pegar uma colher, sal e pimenta e um guardanapo.
Tenho uma cachaça ótima aqui para abrir o seu apetite, pois aqui em casa não tem energia elétrica.

Mais da categoria Empregados

Piadas mais nova

Categorias mais acessadas

Descrição

Uma piada ou anedota é uma breve história, de final engraçado e às vezes surpreendente, cujo objetivo é provocar risos ou gargalhadas em quem a ouve ou lê. É um recurso humorístico utilizado na comédia e também na vida cotidiana.
O senso de humor varia em cada cultura. O que é engraçado para um povo pode não ser para outro. Um estudo da Universidade de Hertfordshire, no Reino Unido, versou sobre o assunto em 2004, objetivando colher opiniões através da internet para se descobrir qual seria "a melhor piada do mundo".
Através do resultado dessa pesquisa, observou-se o quanto a cultura local influencia no "senso de humor" de cada povo. Os britânicos demonstraram gostar mais de trocadilhos, enquanto franceses e alemães costumavam optar por piadas que tendiam ao nonsense. Já os estado-unidenses preferiam piadas sobre assuntos locais.
Contudo, algumas características foram independentes do país. Homens, de uma maneira geral, demonstraram gostar de piadas que envolvessem sexo e preconceito, enquanto as mulheres não gostavam desse tipo de conteúdo. Como a pesquisa só possui até o momento dados de Estados Unidos, Canadá e Europa, não há análise sobre as preferências dos ibero-americanos.